Obesidade x Bariátrica

 

        Para chegarmos no melhor entendimento sobre a necessidade da intervenção cirúrgica  bariátrica, temos que observar que existe um processo de adoecimento neste indivíduo. Onde a obesidade trouxe uma série de prejuízos físicos e psicológicos. Precisamos ter consciência que a obesidade trás várias complicações que impacta diretamente na qualidade de vida do indivíduo. Aqui iremos falar dos aspectos emocionais do antes e pós-cirúrgico, os cuidados necessários e a mudança de comportamento frente a esta nova fase. A cirurgia bariátrica hoje é uma das maiores responsáveis em devolver a saúde a este paciente. Lembrando que, houve uma grande evolução neste procedimento com relação à segurança. Tornando cada vez maior a procura por esta modalidade de tratamento.

 

Dados estatísticos

 

        O Brasil passa por uma mudança comportamental imensa em todos os aspectos, principalmente nas questões políticas econômicas com efeitos sociais extremamente impactantes. De acordo com (IBGE), o Brasil ultrapassa 65 milhões de pessoas que estão com sobrepeso, mais 14 milhões com obesidade e quatro milhões com obesidade mórbida. Isso nos trás um alerta para uma população que está em conflito com a balança e consequentemente com a saúde. Onde este indivíduo acima do  Índice de massa corporal (IMC) superior há 35 a 40 são fortes candidatos à cirurgia bariátrica.

 

Porque os cuidados com o emocional são tão importantes no combate a obesidade?

 

       Existe uma série de fatores psicológicos e emocionais que se destacam na vida de uma pessoa com obesidade grau lll e grau lV, tais como: ansiedade, estresse, baixa autoestima, depressão, sentimento de desvalia, preconceito, e o sentimento de ter perdido o controle sobre sua própria vontade. Notem que, são apenas alguns fatores que estamos trazendo, sem contar com os prejuízos sociais e amorosos. Então, isso proporciona uma tristeza imensa bloqueando fatores de motivação.  Portanto, a procura da ajuda profissional será o melhor caminho.  Aqui não vamos entrar nos detalhes dos tipos de cirurgias bariátricas (Banda Gástrica Ajustável, Gastrectomia Vertical ou Sleeve, Bypass Gástrico, Derivação Bileopancreática), estas opções de cirurgias serão trabalhadas dependendo de suas necessidades junto com seu cirurgião.

 

Tratamentos antes e pós-operatório 

A psicologia como aliada

 

       O momento da cirurgia bariátrica é sem duvidas um evento muito significativo na vida desta pessoa. Vários aspectos serão levados em consideração nesta nova fase, é um novo recomeço para muitos. Com a perda de peso teremos praticamente um novo corpo, necessitando da mudança mental e ressignificando vários conceitos de sua vida. Isto é um fator extremamente importante. No antes e pós-operatório a questão do controle emocional é fundamental, além de um acompanhamento por um psicólogo ao longo de todo processo.

     Uma das coisas que é bastante observada no processo é que, pacientes que mantém um acompanhamento psicológico tem uma menor incidência no reganho de peso. É uma coisa que precisa ficar bem evidente. A cirurgia bariátrica não garante que tenhamos o reganho de peso, isto é fato! Tudo dependerá do comportamento e dos estímulos que este paciente incidirá sobre ele mesmo, por isso, o acompanhamento por um profissional da psicologia torna-se imprescindível. É muito importante o acompanhamento de outros profissionais com outros tratamentos em paralelo, tais como: farmacológicos, nutricionais e endócrinos, além da prática de exercícios físicos junto a um profissional.

 

Nesta nova fase será marcada por várias mudanças o acompanhamento será fundamental

 

As mudanças e o controle na nova fase pós-cirúrgica

 

          É bem comum após o processo cirúrgico, iniciar alguns comportamentos de risco como: compulsão, ansiedade e impulso elevado, querendo recuperar o tempo perdido. Muitos entram em um movimento compulsivo por compras, excesso de bebidas ou forte propensões há muita atividade sexual. Visto que, antes seu corpo não dava esta condição por inúmeros fatores. Lógico que, nem todo mundo reage a esta nova fase desta maneira.

          Não só estes fatores nos chamam a atenção, mas também em especial o cuidado para não voltar ao reganho de peso e isso exige uma condição de consciência e cuidados com os comportamentos. É muito importante que este paciente junto com seu psicólogo monitore amplamente todos os gatilhos e estímulos, sempre entendendo que ele é um ser biopsicossocial, diretamente ligado há varias questões de sua vida, inclusive a importância de sua rede de apoio familiar e amigos. Isto será de suma relevância durante todo este processo.

         Portanto, é importante que não atropele nenhuma fase. Faça de forma sistemática lançando mão da ajuda dos profissionais de psicologia, que sem sobra de duvida será um aliado incrível na busca de estratégias e identificação, que proporcionará qualidade de vida e bem estar ao paciente.  Vale salientar que, a cirurgia é indicada para pessoas com obesidade, e não apenas sobrepeso. Porém, pacientes que tem IMC abaixo de 35 e não tem doenças associadas, devem com certeza tentar outros  tratamentos clínicos alternativos antes da bariátrica,que muitas vezes trazem resultados ótimos. Lembrando que, a avaliação psicológica  pré e pós operatória da cirurgia bariátrica é uma etapa necessária e importantíssima. Aqui trouxemos alguns pontos importantes de forma resumida. Fique a vontade para  marcar sua consulta ou avaliação. Estamos aqui para te ajudar.

Márcio Santos – Psicólogo – Clínico

Agende sua consulta (81) 99507-2250

 

DEIXE O SEU COMENTÁRIO